Translate

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Peço perdão


Peço perdão a todos os irmãos que ofendi nesta vida terrena, causando grandes atrasos na evolução espiritual de cada um deles e também da minha própria evolução. Tenho sistematicamente tentado corrigir, jogando por terra muitos avanços extraordinários e notórios, cada vez que sou testado sobre a veracidade das minhas intenções perante os conhecimentos que se aproximaram de mim, cuidam de mim e que esperam de mim uma atitude de fraternidade perante irmãos na vida terrena; Irmãos que não tenho conseguido perdoar, desculpar ocasionalmente, devido aos entraves diários, dificuldades do dia a dia, que fazem de nós, interessados em lucrar mais, desconfiando uns dos outros a ponto de dirigir ofensas diretas e imperdoáveis para os que se iniciaram como eu, no conhecimento do espiritismo, das suas regras básicas de fraternidade evolutiva, usufruindo diretamente dos seus benefícios imediatos.
Tenho sido assistido por irmãos em Cristo e uma legião de espíritos que me guiam como nunca antes fui guiado. Hoje posso contar com uma orientação muito grande, absoluta, que exige, porém, minha recíproca e que testa minha evolução a cada instante.
Nosso irmão Drumond, avisou-me sobre isto e no dia em que nos agraciou com sua visita na companhia do meu amigo Gentil, inesquecível para mim, por ter sido quem me encontrou neste mundo e que de pronto me atendeu, criando as primeiras condições para que pudéssemos vivenciar o que hoje, agraciados, vivenciamos.
Antes de conhecer meus novos amigos, representados por estes dois personagens genuínos,  já tínhamos boa noção e alguma leitura do espiritismo de Kardec, no entanto, ficávamos eu e minha mulher, muito a deriva, sem uma organização básica, que temos tentado agora, fazer acontecer.  Nossas tentativas em manter a reuniões das quintas feiras têm sido perturbadas por fatores externos, que precisamos, cada vez mais, remanejar para não decepcionar os espíritos que já nos procuram na esperança do encontro da luz, saída da penumbra e, encontro do entendimento a respeito das suas condições. Isto temos feito de acordo com as possibilidades e cada vez mais cientes de que nosso trabalho precisa do compromisso, pois o modo de passagem para o outro lado de nossos irmãos, em geral, têm sido desastroso, necessitando de todos os que forem agraciados, em vida terrena, com algum conhecimento, disposição para orientar espíritos necessitados, tendo em vista principalmente que somos muito poucos os – orientadores, considerando a legião de 7 bilhões de seres humanos que hoje povoam a terra.  
Minha mulher é bem mais calma do que eu sobre as relações diárias, as mesmas que nos expõem a situações de incompreensão, que relatei inicialmente. Ela tem sido uma guardiã para mim, chamando minha atenção e mostrando sempre, a realidade das minhas ações mal feitas e sobre isto quero agradecê-la e, muito. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário