Translate

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Era de Aquário II

Sou mesmo um descuidado e permanente usurpador de mim mesmo. Não sei o que é era de aquário, quando começou, se começou e se já terminou ou, se não terminou. Claro que poderia muito bem e, rapidamente me informar a respeito, mas o que sei é que acho lindo, pensar numa era... de aquário. Minha simpatia pela combinação é nostálgica e presume uma evolução vinda de não sei onde, endereçada às novas criaturas, donas do futuro, de um futuro que não farei parte, mas que seja, quiça, melhor. Fazer ou não parte de tal futuro não é relevante e sequer imponderável. Estaremos presentes no futuro de um modo ou de outro, pois não tem cabimento que nossa evolução mental e espiritual, seja interrompida simplesmente, até mesmo porque nada é simples. Uma folha não é simples. Pelo contrário, a complexidade de uma folha, como se sabe, é imensa.

3 comentários:

  1. Alfredo... olha lá embaixo. Botei dois comentários que você precisa ler. Beijos

    ResponderExcluir
  2. Alfredo, pinta lá no blog porque tem um recadinho pra você!

    ResponderExcluir
  3. Concordo! Estaremos sim meu amigo, presentes no futuro de um modo ou de outro...

    ResponderExcluir