Translate

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Falando de bobagens

Fui ao Detran! A dona que me atendeu, quando viu meu retrato na minha identidade exclamou: __ Nossa! Que foto é essa? A foto, era de quando eu era um rapazinho de 18 anos e repliquei: __ É do tempo em que eu vivia cercado de gatinhas! Me defendi assim, o que não era verdade, pois eu era acanhado, um rapaz que não entendia porque as pessoas eram... como são, restritas, distantes e também que pensam demais em si mesmas, sobrando nada para os outros. Estas conclusões, fizeram muita confusão em minha vida, causando altos e baixos e visões distorcidas da realidade. Jamais entendi de fato as razões dos descasos de uns pelos outros e, hoje, tenho formada a opinião de que na vida é preciso estar em conforto com todos os meus devaneios, fazendo apenas o que me agrada, na hora em que desejo fazer e alterar o rumo de qualquer coisa, de acordo com a minha vontade, descontadas as necessidades. Isto me da conforto íntimo, desmontando tendências isoladas de ataques de baixa estima, transformando situações constrangedoras em... piadas, contra mim mesmo e, a respeito, com todo respeito, também  a respeito dos outros. Se concordo ou não, se outros concordam ou não, diria que nem esta culpa carrego mais, sorrindo quase que de tudo. Um exemplo muito simples é o fato desse comentário no meu Blog, inteiramente despreocupado com o que possam pensar... Os outros.