Translate

terça-feira, 24 de abril de 2012

Coisas que não me lembro mais




Parece coisa de passado remoto, mas foi de ontem a noite, rolando na cama. De ontem pra hoje esqueci do assunto que seria muito bom para o meu blog. O assunto dizia respeito a alguma coisa que apenas um lampejo a respeito, traria tudo a tona e garanto, muito interessante, pertinente. Esse enrolo todo, desculpem, é para ver se de repente, escafunando a mente, volte o tema de ontem, que não me perdoo por ter dormido em cima dele. A preguiça em voltar ao computador é a verdadeira responsável pelo fato desta grave perda. Grave, porque na vida, muitas vezes o grande lance está a milímetros e pode acontecer que qualquer um de nós possa estar conduzindo o lance. Claro que não estou afirmando nada, mas que o assunto era interessante, era.
Como o tema não volta, encerro o texto, frustado, mas deixando no ar um alerta. Não deixe para depois aquilo que se pode fazer agora, a não ser que a preguiça compense o valor de um sucesso. 

Um comentário:

  1. Alfredo, fazia tempo, mas cá estou! E somente para repetir, depois de ler as últimas: você é um poeta! Abraços!

    ResponderExcluir