Translate

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Jornalista?


Visão distorcida ataca outra vez. Lendo um artigo idiota, onde a idolatria por ditaduras orientais, serve, me parece, para reclamações disfarçadas contra a falta da própria posição econômica no lado ocidental, faz do jornalista em questão, um gato comedor de passarinhos na calada da noite. O senhor me lembra o gato comedor de passarinhos na calada da noite e que ainda mostra ao seu "dono" - gato não tem dono, o bigode de Sarney. Os gatos, porém servem à casa, matam roedores e peçonhentos, protegendo ao final de contas, quem lhe dá abrigo. Troca! Troca justa por uma aporrinhação e o seu caso não é diferente. Matar o gato não é da minha índole, mas matar passarinho é da índole do gato. Veja só que ironia: Aturar você, por causa de uma índole, ou falta dela. O mundo atrás de uma democracia e você dizendo que o Kadafi e toda uma sociedade mafiosa de ditadores é que têm razão, apenas porque não existe outro meio de se lidar com eles - a não ser com tolerância. Velha e idiota proposição de que o ocidente quer o petróleo do oriente. Claro, quer e isto não é negado por ninguém e quer também pagar por ele, seja lá a quem for o dono ocasional. Se o dono ocasional se veste de general, é problema dele e, nem por isto deixará de receber o preço estabelecido pelo seu ouro negro, que vende sem dar em troca nada a seu próprio povo. Defender um cara desses é no mínimo interesse escuso. Pode ser um apadrinhamento, um extra do Kadafi, para políticas de propaganda externa. Alguma coisa tem que ser para explicar que um jornalista seja capaz de defender tais arbitrariedades. O ocidente precisa de luz, muita luz para iluminar seu mal feito e o oriente, já está entregue a escuridão 

Nenhum comentário:

Postar um comentário