Translate

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Reeleição de Barack Obama




A indústria bélica americana e também seus braços pelo mundo não estão satisfeitas com a possível, desejável e louvável  reeleição de Barack Obama. Salvo um desacerto fora de seu controle, Obama continuará sua politica de paz com vigilância nos moldes americanos e eu confesso minha simpatia por alguém disposto a dizer não a fomentação da guerra como elemento de antecipação para recuperação econômica dos EUA. Parece até brincadeira mas não é. Os EUA mais republicano do que democrata, sempre defendeu o desenvolvimento de novas armas e o seus testes em guerras arranjadas - em outros países, claro! Torço por ele e torço para que ele próprio, sobreviva ao que irá enfrentar quando reeleito.      

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Carminha

Carminha é um deletério, uma insanidade de todos os tempos. Sempre existiu. Um querido amigo, me disse outro dia que Deus, não dava ao homem toda a capacidade de conhecimentos existente, porque ele, o homem, iria usá-la para o mau e é verdade. Acredito em ainda mais Gentil! (O nome do meu amigo é sugestivo e apropriado - Gentil - e que não se enganem os estúpidos). Acredito que nos tempos atuais, onde a evolução já não cavalga, segue... A jato, estamos vivendo um linear. Ontem li um comentário de uma psicóloga sobre a (movimentação - exercício naval no golfo Pérsico, que seria a maior da história), onde ela dizia que "tem algo de estranho no ar".
Gentil é espírita e um amigo e, ele me acalma imediatamente sempre que conversamos. Sua visão sobre o caminhar da humanidade é sempre racional, conclusivo e contém elementos da noção cabalística. Tais elementos estão ligados ao caminhar da movimentação humana que não ousa se ligar, pelo que seria o amor, pela compreensão. Ao contrário, a humanidade está optando pelo desligamento, pela separação, por seguir em busca de uma espécie de auto suficiência, onde a vida melhor seria... Por exemplo a dos Nerd's; que mal sei o que significa em termos de filosofia. Sei porém, que é catastrófico porque a exigência de um egoísta extremo não tem limites.