Translate

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Minha praia é aqui

Um dia cheguei a Meaípe e olhei o mar, a enseada, o bar do Hélio e tomei um porre, um porre que se estendeu pelo amanhecer tendo ao fundo, o partir de um navio. Não, naaão dá pra esquecer a delícia daquele amanhecer lúdico, o estado etílico abrandado pelos raios, os primeiros de uma manhã como jamais haverá outra. Hoje já não bebo mais e me transformei numa espécie de guardião, de mim mesmo e também dessa praia maravilhosa. Eu e ela temos um acordo - de paz. Ela não me encanta de matar e, eu tomo conta de sua beira, o que faço de muito bom grado, pois afinal, encontrei a minha praia.